Sala de Imprensa

E-mail: o canal essencial para as estratégias de marketing

São Paulo, outubro de 2017 – O e-mail é o canal com maior ROI entre as estratégias de marketing. A cada dólar investido, é possível à marca alcançar retorno de até 38 dólares. A informação foi lembrada por Daniel Incandela, Chief Marketing Office da Return Path, durante sua passagem pelo Brasil, na primeira quinzena de outubro. Na ocasião, ele participou do Return Path

Incandela ressaltou que, globalmente, cerca de 269 bilhões de e-mails são enviados por dia e a ferramenta segue como um dos canais preferidos dos clientes para receber informações sobre as marcas com as quais mantém relacionamento. “O e-mail ainda é jovem, acaba de completar 46 anos. É o ativo digital mais importante que existe, inclusive porque os clientes adoram receber informações por ele. Por esses e outros motivos, ainda é um canal essencial para as estratégias de marketing”.

Diante de tantos desafios, como phishers, spoofers e algoritmos de filtragem, Incandela destaca que estamos na “Era da Otimização”, ou seja, mais valem mudanças sutis, estratégicas e personalizadas em cada campanha de e-mail marketing do que alterações drásticas e radicais. O assunto, inclusive, é tema do novo eBook lançado pela Return Path (em inglês, “The Era of Optimization” – link: https://returnpath.com/downloads/era-of-optimization/). “Pequenas mudanças podem gerar grandes ganhos no desempenho do e-mail”, ressalta.

O eBook “The Era of Optimization” está disponível para download gratuito no site da Return Path. Nele, é possível ter acesso a importantes insights sobre os esforços que apresentam chances de maior impacto. Entre as boas práticas, Incandela destaca cinco conselhos:

  1. Faça da qualidade da lista uma prioridade – Menos é mais. Ainda que exista a pressão da empresa por resultados, tenha em mente que uma lista de assinantes com e-mails inválidos, desconhecidos ou que não desejam interagir com sua marca podem afetar a reputação do seu domínio diante dos provedores. Dessa forma, nunca compre listas de e-mails e invista em soluções que validem os endereços que possui e exclua os que forem necessários. Hoje, já é possível fazer essa limpeza em tempo real.
  2. Otimize a experiência com e-mails criativos – Abuse da criatividade no “subject”. Considere que 35% dos usuários de e-mail decidem se vão abrir uma mensagem após ler o título do e-mail. Além disso, com tantas possibilidades no uso de imagens, animações e conteúdos de textos, vale a pensa investir esforço nessa parte do processo, inclusive na busca por soluções que auxiliem nas melhores escolhas. Pense fora da caixa.
  3. Considere a experiência do assinante – Ouça a voz do cliente. Entender os desejos e hábitos dos usuários de e-mail é vital na disputa das marcas pela atenção dos clientes. Pesquise quando, onde e como eles interagem com as mensagens e adeque o conteúdo das campanhas.
  4. Tenha certificação – Acessar a caixa de entrada dos clientes é um desafio cada vez mais complexo, tendo em vista que os provedores mantêm-se ativos no processo de sofisticação contra spam. Dessa forma, mantenha a credibilidade diante dos provedores por meio da conquista de certificações acreditadas por eles.
  5. Teste, teste e teste! – Ao formatar as campanhas de e-mail marketing, alguns profissionais se baseiam em intuições. Fuja dessa armadilha: pesquise o perfil do público; customize a campanha; e invista em testes. Foque no engajamento.

Your browser is out of date.
For a better Return Path experience, click a link below to get the latest version.