Blog

Um guia dos profissionais de marketing

Return Path | 7 setembro, 2012

Os profissionais de marketing que lidam com campanhas de email estão sempre focados no Retorno sobre o Investimento (ROI, em inglês). Maximizar o número de cliques, aberturas e conversões é o principal critério utilizado para mensurar o ROI. Entretanto, para aumentar todas estas métricas de resposta é necessário que seu email seja entregue para seus assinantes pelos Provedores de Internet (ISPs). Geralmente, esta métrica é chamada de entregabilidade ou taxa de entrega na caixa de entrada. Como a Return Path possui um relacionamento mais próximo dos Provedores de Internet do que qualquer outra empresa no mundo, achei interessante dividir com vocês alguns pontos interessantes sobre como eles trabalham a questão da entregabilidade para seus usuários.

Antes de reclamar com o provedor de que não está recebendo mensagens é importante que conheça algumas premissas básicas sobre como os ISPs gerenciam a entrega das mensagens:

1. Os ISPs se preocupam mais com o que seus clientes querem receber nas suas caixas de entrada do que com o que os publicitários querem entregar nelas. O faturamento de um provedor é resultante de muitos e muitos usuários satisfeitos com seus serviços de email. Além disso, muitos dos times de monitoramento de abuso dos ISPs estão reduzidos, portanto os profissionais de marketing têm informações limitadas para suas questões de entregabilidade.

2. 99 entre 100 questões de entregabilidade não são problemas dos ISPs, mas dos remetentes. Acompanhar todas as melhores práticas da indústria de email é crucial para que seu email seja entregue na caixa de entrada.

3. Os ISPs colocam um grande peso na reputação do IP do remetente, logo é importante que você mantenha baixos níveis de usuários desconhecidos, reclamações e armadilhas de spam.

4. Dados de engajamento, ou as ações que seus assinantes realizam com seus emails, estão se tornando cada vez mais importante. Se eles estão ignorando ou apagando seus emails sem abrí-los, então isso representa uma “bandeira vermelha” para os ISPs.

5. Mailings gigantescos e disparos contínuos são coisas do passado. O envio de emails focados, relevantes e direcionados irão entregá-los nas caixas de entrada.

6. Os ISPs darão o suporte farão a mediação com os remetentes se seus assinantes estiverem ativamente engajados e se manifestem sobre sua entrega de email.

7. Mais de 90% do email global é considerado spam, então os destinatários têm um trabalho desafiador classificando os emails “bons” e “maus”. Falsos positivos podem gerar uma dor de cabeça enorme, já que os induzirá ao erro, com uma postura conservadora, de entregar emails questionáveis.

Gostou deste artigo? Dê sua opinião, ela é muito importante para a Return Path.

Your browser is out of date.
For a better Return Path experience, click a link below to get the latest version.