Blog

Como evitar e remover Spam Traps

Jamie Lawler, Account Manager na Return Path, Inc. | 12 agosto, 2013

Existem duas coisas que uma lista de email nunca deve ter: spam traps e spam traps. As spam traps podem ser encontradas em duas formas – pristine e recycled. Uma é mais danosa que a outra, mas as duas vão impactar negativamente sua reputação.

Um pristine spam trap é um endereço de email que foi criado, seja por um ISP ou uma blacklist, que não fica disponível em buscas e só pode ser obtido por um robô que persegue endereços. Se um remetente envia emails para um pristine spam trap, sua reputação de IP vai cair e seus emails começarão a ser bloqueados.

Já os recycled spam traps são bem menos impactantes para a reputação de remetente, mas, mesmo assim, podem causar severos danos na sua entregabilidade. Consistem em antigos endereços de email que foram abandonados por assinantes e que o ISP tomou de volta para usar como armadilha. O ISP, então, apenas observa qual remetente irá fazer envios para um endereço que não responde emails. Esse processo indica para o ISP que o remetente não tem práticas adequadas de higienização de listas.

Evitar spam traps vai ajudar a impulsionar sua reputação e, apesar de remover apenas alguns endereços parecer uma tarefa complicada, não é impossível.

Aqui vão algumas ideias de como você pode superar as spam traps.

Mantenha a limpeza:

  • Não compre ou alugue listas

Se a fonte da lista é desconhecida, logo, ela não é segura. Geralmente, listas compradas e alugadas têm altos índices de spam trap. Além da probabilidade de ser pego nessas armadilhas, as chances de encontrar um alto nível de reclamações também está presente. Se o assinante não pedir explicitamente para receber o email, surgirão reclamações.

  • Confirmação de opt-in / double opt-in

Pedir que um assinante confirme que seu endereço está certo, ao enviar uma mensagem ao seu email fornecido e requisitar um clique de ativação, ajudará a garantir que o endereço é tanto válido quanto ativo.

  • Rejeite endereços malformados

Independente de o assinante ter inserido inocentemente um email com erro de digitação ou ter feito isso de propósito para evitar passar seu email real, não devem ser enviados emails para um endereço informado incorretamente. Além de poderem derrubar seus envios, eles podem aumentar as chances de serem pegos em spam traps.

  • Envie uma mensagem de boas vindas / confirmação

Como uma das melhores práticas de email, mensagens de boas vindas devem ser enviadas logo depois que um assinante se registra. Uma mensagem de confirmação ou de boas vindas é a maneira perfeita de descobrir se o endereço está ativo e/ou correto. Se der bounce, remova-o.

  • Múltiplos captchas

Sim, o captcha – código de autenticação, onde o usuário deve digitar exatamente o que vê – é uma boa forma de prevenir que endereços de spam trap se infiltrem em sua lista de envios. Múltiplos captchas durante o processo de assinatura indicam para o remetente que se trata de uma pessoa real se cadastrando (e não um robô) e que o endereço de email fornecido deve ser legítimo e ativo.

Espalhe a palavra:

  • Lista de supressão em toda a empresa

Compartilhe uma lista de supressão por toda a empresa com os endereços que tiveram bounce e quais assinantes reclamaram ou cancelaram a assinatura.

É bom dizer “adeus”:

  • Só envie emails para assinantes engajados

Para conquistar acesso a caixas de entrada do Gmail, Hotmail e Yahoo! não basta apenas enviar ótimos conteúdos para todos, mas sim enviar ótimos conteúdos para ótimos assinantes. Um assinante pode parar de interagir com o email por vários motivos, sendo que um deles pode ser que o endereço de email tenha sido abandonado. Quando isso acontece e um ISP como o Gmail o assume para monitorar os hábitos de envio de Remetentes, isso cria uma recycled spam trap.

Enviar mensagens para a recycled spam trap causará uma queda na reputação e, como resultado, atingir 100% em caixa de entrada será difícil. Crie regras de engajamento para que assinantes não recebam mensagens após deixarem de se engajar com o email por um certo número de dias. Regras de engajamento irão variar de remetente para remetente e devem ser testadas constantemente. Fazer isso reduzirá o tamanho da lista de envio, mas somente aqueles assinantes que estão interagindo com as mensagens serão mantidos. Pense em qualidade acima da quantidade.

  • Fácil cancelamento

Faça com que seja fácil para assinantes se descadastrarem de seu programa de email. Se um assinante não consegue descobrir rapidamente como fazer o cancelamento, ele provavelmente vai reclamar da mensagem ou deixar que ela continuamente flua para a caixa de entrada e se perca em um mar de emails não lidos. Se o assinante abandonar seu endereço, ele pode ser transformado em uma spam trap.

  • Para manter a simplicidade, ofereça múltiplas maneiras de cancelamento como:
    • Permita que assinantes respondam um email com “Cancelar Assinatura” no conteúdo ou na linha de assunto;
    • Crie um link altamente visível dentro do email com a opção de cancelar a assinatura tanto no topo quanto no fim da mensagem;
    • Permita que assinantes cancelem a assinatura de dentro de sua conta online;
    • Para mais dicas úteis de cancelamento, leia o post “Doze maneiras de otimizar o processo de cancelamento de assinatura”, do Consultor Sênior de Serviços Profissionais da Return Path, John Pollard.
  • Atualize informações pessoais

Ofereça aos assinantes uma maneira fácil de atualizar suas informações pessoais para que, se eles abandonarem seus emails de 1999 para utilizarem um endereço mais moderno, de 2013, eles ainda recebam seus emails.

Técnicas para evitar spam traps:
Não é necessário ficar no escuro para descobrir quais endereços são ou não spam traps. Existem diversas ferramentas e serviços disponíveis que ajudam a identificar e remover spam traps.
Com essas soluções, o profissional de marketing pode avaliar todas as métricas que envolvem sua campanha, além de permitir o monitoramento de spam traps. Cabe a você avaliar qual a melhor que se encaixa dentro de suas necessidades.

Your browser is out of date.
For a better Return Path experience, click a link below to get the latest version.